Benfica ao Luar

O mês de julho em BENFICA é AO LUAR!
Esta iniciativa, pretende aliar a divulgação do CINEMA DE ANIMAÇÃO INFANTIL aos espaços verdes existentes na freguesia.
Neste ano, contamos com a parceria da MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa (www.monstrafestival.com).
O Bairro da Boavista, o Jardim do Mercado, o Eucaliptal de Benfica e a Quinta da Granja, serão palco de filmes de animação nos dias 2, 4, 9, 11, 16 e 18 de Julho.
Conheça a programação:

 

 

Dia 2 de Julho – Bairro da Boavista| Dia 4 de Julho –  EUCALIPTAL DE BENFICA, (Estrada dos Arneiros):

EXTENSÃO MONSTRA – PAIS E FILHOS                         M/3

 

 


O Elefante e a Bicicleta

Olesya Shchukina, França/Bélgica, 2014, 9’

Um elefante vive na cidade no meio das pessoas e trabalha como limpa ruas. Um dia vê um cartaz enorme com publicidade a uma bicicleta. Parece ter o tamanho ideal para ele! É nesse minuto que a vida do elefante muda: tem de ter esta bicicleta a todo o custo.

 

 

A Galinha / The Hen

Vasil Bedoshvili, Rússia, 2014, 7’

Um conto cómico sobre uma galinha tonta cujo desejo de viver livre e despreocupada entra em conflito com o seu sentido inato de bondade e maternidade. No final, a nossa heroína torna-se uma mãe cheia de bebés.

 

 

Uma Vida Única

Job, Joris & Marieke, Holanda, 2014, 2’

Enquanto toca um vinyl misterioso, Pia começa a viajar ao longo da sua vida.

 

 

Emilie

Olivier Pesch, Luxemburgo, 2012, 16’

Emilie, uma curiosa rapariga de 7 anos e o seu Pai Marcel, um cientista muito ocupado com a sua última invenção, vivem numa pequena casa situada à entrada de uma lixeira.

 

O Presente

Jacob Frey, Alemanha, 2014, 4’

Jake decide passar a maior parte do seu tempo a jogar videojogos até que a sua mãe decide dar-lhe um presente.

 

 

Flapper e Amigos – o Teatro

Krzysztof Brzozowski, Polónia, 2014, 10’

Flapper decide fazer uma peça de teatro em Our Woods mas durante os ensaios nada corre como previsto.

 

 

Uma Pequena Estrela

Svetlana Andrianova, Rússia, 2014, 6’

A aventura da pequena estrela na Noite de Natal.

 

 

Lapis Mágico

Zbigniew Czernelecki,  Polónia , 1964, 11’

Esta série de TV polaca conta a história de um rapaz chamado Piotr e do seu cão, que ajudados por um lápis mágico, tornam realidade tudo o que desenham.

 

 

Cordeiros

Gottfried Mentor, Alemanha, 2013, 4’

Os Pais carneiros estão chocados porque o seu pequeno cordeiro não faz os mesmos sons que os outros: faz “mooo” em vez de “baaa”.

 

 

 

Tango no Deserto

Hydra – Sam Stephens, Christopher Mauch,  E.U.A , 2013, 3’

Um balão-cão está perdido num mundo de perigos. Um passo em falso e os seus dias de dançarino acabam. Só o amor e… o tango o podem salvar.

 

Duração Aproximada: 72 minutos

 

 

Dia 9 de Julho – Bairro da Boavista |Dia 11 de Julho – Jardim da Quinta da Granja;

EXTENSÃO MONSTRA – PREMIADOS                         M/12

 

Uma Vida Única

Job, Joris & Marieke, Holanda, 2014, 2’

Enquanto toca um vinyl misterioso, Pia começa a viajar ao longo da sua vida.

 

O Homem na Cadeira / Man on the Chair (Grande Prémio MONSTRA – Curta-Metragem)

Dahee Jeong, França, 2014, 7’

O homem da cadeira é atormentado e duvida constantemente da sua própria existência. É apenas uma imagem que eu criei… Posso também eu ser uma imagem criada por outros?

 

 

Home Dog (Melhor Curtíssima Portuguesa)

Emanuel Barros, Portugal, 2014, 1’

O que faz um cão sozinho em casa?

 

É Assim que Começa / This is how it Starts (Melhor Curta de Estudante Júri Júnio, Menção Honrosa)

Shahaf Ram, Israel, 2014, 7’

Uma tentativa desesperada de regressar à inocência encontrada na criação, a um sítio que não julga e não faz nenhumas perguntas. A jornada de um artista, crescendo e amadurecendo através da visualização de cassetes de vídeo antigas.

 

 

Remendos e Emendas / Mend and Make Do (Melhor Filme de Estudante)

Bexie Bush, Reino Unido, 2014, 8’

Vai uma chávena de chá? Sente-se na sala acolhedora de Lyn e oiça as suas histórias de amor durante a guerra e veja os seus objectos ganhar vida com a esperança, medo e humor de uma senhora bem disposta.

 

 


Tick Tack (Menção Honrosa – Curtas-Metragens)

Ülo Pikkov, Estónia, 2014, 10’

O relojeiro controla o tempo, mas o rato vive na sua loja controla os relógios… Um filme sobre o tempo e a sua natureza efémera.

 

 

Macondo (Menção Honrosa – Curtíssimas)

Zilai Feng,  EUA , 2014, 1’

Este filme passa-se durante a parte mais desoladora de uma viagem de comboio, onde nada de avista a não ser uma casa em ruínas. Macondo é a cidade onde se passa “Cem Anos de Solidão” de Gabriel Garcia Marques.

 

 

Tele-Sofia (Melhor Filme Estudante Português)

Ana Fernandes, Manuel Sá, Nuno Mendanha, Portugal, 2014, 6’

Sofia, uma criança apaixonada por velocidade, embarca numa aventura a volante de um Fiat 127. Imersa a relembrar as corridas do seu piloto favorito, a menina começa a transfigurar-se.

 

 


Não Podemos Viver sem o Cosmos / We can’t live without cosmos ( Prémio Público – Curtas.Metragens)

Konstantin Bronzit,  Rússia , 2014, 15’

Dois astronautas, amigos, tentam o seu melhor nos treinos diários para tornar o seu sonho realidade. Mas esta história não é apenas sobre o sonho.

 

 


Cupidiculous (Melhor Curtíssima)

Panop Koonwat,  EUA , 2014, 2’

Uma história engraçada de como o Cupido fez Adão e Eva apaixonarem-se.

 

 


Fuligem (Melhor Filme Português – Prémio SPAutores Vasco Granja)

David Doutel, Vasco Sá,  Portugal , 2014, 14’

É como fuligem que se deposita nas paredes da nossa cabeça. Não a vemos. Já faz parte.

https://www.youtube.com/watch?v=rHe-c4_mVFw

 

Duração Aproximada: 73 minutos

 

Dia 16 de Julho – Bairro da Boavista |Dia 18 de Julho – Jardim do Mercado, em Benfica (Sessão Público no Geral);

EXTENSÃO MONSTRA – LONGA-METRAGEM                         M/6

O Menino e o Mundo

Alê AbreuI I Brasil I 2013 I 80’

(Vencedor do Grande Prémio da Monstra 2014)

Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

 

 

 

 

 

Os comentários estão fechados.